FESTIECO | FIMAB

Festival de Tecnologia e Inteligência Ecológica | Feira Integrada do Meio Ambiente / Bauru

Para a CART, meio ambiente é estratégico

Aproveitando a comemoração do Dia Mundial do Meio Ambiente, 5 de junho, a empresa promoveu o plantio de mudas de árvores e reafirmou seu compromisso de cuidar do Planeta

 

A Constituição Brasileira de 1988 passou a considerar o meio ambiente como fator estratégico para tomada de decisões políticas, reconhecendo a ligação entre o desenvolvimento social e econômico e a preservação da natureza. Com o tempo, essa nova visão também foi adotada pelas administrações estaduais e municipais que, desde então, dividem com o Estado brasileiro uma parte da responsabilidade na condução das políticas ambientais.

Ao sediar a Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente e o Desenvolvimento, a Rio-92, em 1992, e ratificar a assinatura da Convenção sobre Diversidade Biológica, o Brasil reforçou o compromisso de proteger a sua biodiversidade. As diretrizes da preservação do meio ambiente chegaram, então, à iniciativa privada. Aproveitando a comemoração do Dia Mundial do Meio Ambiente, 5 de junho, a Concessionária Auto Raposo Tavares (CART), que administra o Corredor Raposo Tavares, reafirmou seu compromisso de cuidar do meio ambiente.

A concessionária plantou 3.200  mudas de árvores nativas num terreno em Cabrália Paulista, numa iniciativa de reflorestamento. Crianças do projeto de educação ambiental mantido pela prefeitura do município vão ajudar no plantio. E, em Bauru,  plantou outras 3.029 mudas. Outra ação da concessionária neste sentido é a participação no reflorestamento da nascente do Rio Santo Anastácio, na divisa dos municípios de Regente Feijó e Anhumas. A CART doou 25 mil mudas de árvores para serem plantadas nas margens do rio, para recompor a mata ciliar destruída no passado.

Na primeira fase do projeto, concluída em março, foram plantadas 14.700 mudas de árvores nativas da Mata Atlântica. E, na segunda, serão mais 10.300 mudas. A CART se associou à Ver te verde Ambiental, empresa responsável por plantar as mudas e cuidar das árvores por dois anos, para garantir o reflorestamento das margens do manancial. O Rio Santo Anastácio nasce na divisa de Regente Feijó com Anhumas e deságua no Rio Paraná.

Walace Merlin, coordenador de meio ambiente da CART, explicou que a Ver te verde Ambiental vai cuidar das mudas e que todos os envolvidos, inclusive as crianças que participaram da ação, vão acompanhar o crescimento das árvores. “Ver esta área da nascente do Rio Santo Anastácio sendo reflorestada, com participação das crianças, é símbolo da união”, afirmou.

E, com o reflorestamento, a nascente do Rio Santo Anastácio ganhará uma floresta diversificada. “São 89 espécies nativas da Mata Atlântica. Algumas delas em poucos anos já estarão adultas, produzindo sementes”, acrescentou Wilson Guadanucci Júnior, diretor da Ver te verde Ambiental.

Em junho do ano passado, a CART plantou 3 mil mudas na Florestal Estadual, em Assis, e outras 6 mil na reserva do Córrego do Veado, em Presidente Epitácio, ajudando a formar um corredor ecológico na região. Preocupada em proteger a fauna, a concessionária contratou uma bióloga com experiência em animais silvestres para definir medidas mais efetivas a serem tomadas para evitar acidentes em pontos críticos da rodovia.  Os animais silvestres feridos encontrados ao longo do Corredor Raposo Tavares são encaminhados para uma ONG de Assis, com qual a CART mantém convênio.

 

Rio está ganhando de volta a mata

 

Ao longo de curso de 102 quilômetros, o Rio Santo Anastácio, cujas nascentes estão sendo reflorestadas em parceria com a CART, fornece água para irrigação de lavouras e abastecimento rural e urbano. Cerca de 30% dos 200 mil moradores de Presidente Prudente já recebem água do Rio Santo Anastácio.

“Estamos fazendo história. Estas nascentes, tão degradadas no passado, hoje começam a ser reflorestadas, a ganhar vida”, disse Arlindo Fantini, prefeito de Regente Feijó, durante solenidade de plantio de mudas no dia 25 de março.

O prefeito de Anhumas, Adailton Menossi, ressaltou a importância da parceria da CART, com a Ver te Ver Ambiental, prefeituras e órgãos públicos que atuam na área ambiental para o sucesso do reflorestamento. “Plantar mudas de árvore é fácil. Difícil é cuidar”, frisou.

O promotor público do Meio Ambiente Nelson Bugalho, que há anos luta para o reflorestamento das margens do Rio Santo Anastácio, também presente à solenidade, comemorou. “Não sei quantos anos vai demorar para reflorestar toda a margem do rio, mas o importante é que começamos. E, para começo, 25 mil mudas nas nascentes estão ótimas”, frisou.

 

Fonte: Revista Caminhos (CART)