FESTIECO | FIMAB

Festival de Tecnologia e Inteligência Ecológica | Feira Integrada do Meio Ambiente / Bauru

Fimab & Festieco 2011 devem receber mais visitantes neste domingo no Recinto

Feira tem atividades para toda a família

 

Com entrada franca e estacionamento grátis, dezenas de estandes, shows, gastronomia, oficina de brinquedos, educação ambiental e lazer devem reunir famílias durante todo o dia no duplo evento ambiental, que acontece das 10 às 17 horas, neste domingo, no Recinto Mello de Morais.

Ontem, centenas de pessoas passaram pelo Recinto. Para hoje, último dia do duplo evento ambiental em Bauru, que teve início na sexta-feira, a expectativa é de que o sucesso de público no pavilhão do SinComércio volte a se repetir. E a proposta democrática do evento é um dos pontos que vem chamando atenção de quem circula pelos corredores.

No local, foram instalados cerca de 50 estandes de empresas de variados segmentos, Organizações Não-Governamentais (ONGs), setores da administração pública e universidades, além de amplo espaço para palestras e oficinas que se dividem em três temas: reciclagem, reutilização e reuso.

Apesar do leque de possibilidades que os visitantes têm para explorar no duplo evento, em comum, existe a preocupação dos expositores em apresentar propostas de soluções ambientais, que vão desde ideias simples colocadas em prática por alunos até obras complexas para destinação de resíduos voltadas para grandes organizações.

Na feira, os visitantes encontram até mesmo o estande de uma rede – a Ecorreto – responsável por divulgar iniciativas de empresas ecologicamente corretas, como a Moinho Brasil, que produz diversos materiais a partir da reciclagem de produtos como casca de laranja e bagaço de cana. Ao ir embora, o vistante recebe um papel-semente que, se plantado, transforma-se em uma muda de rúcula.

A autônoma Nereide Daniel, 38 anos, veio de Lençóis Paulista especialmente para conhecer as duas feiras ambientais. “Eu vi no jornal a divulgação e a gente resolveu conhecer de perto as propostas que as empresas têm, as possibilidades, hoje, de a gente estar usando as tecnologias no dia a dia, para facilitar nossa vida”, conta.

O que mais chamou a atenção dela foram as ideias para reutilização do óleo de cozinha apresentadas pela ADN Biodiesel. Após tratamento, o produto, que é altamente poluente, transforma-se em tintas, vernizes, sabão e biodiesel. “Eu achei interessante a parte da reciclagem de óleo, que é um problema hoje porque a gente não sabe o que fazer no dia a dia”, diz.

O secretário municipal de Meio Ambiente, Valcirlei Gonçalves da Silva, declarou estar satisfeito com o sucesso das duas feiras que, segundo ele, superaram as suas expectativas. “As palestras estão sempre cheias, os estandes sempre movimentados, está tudo dando muito certo”, afirma.

 

Passeio em família

 

A Fimab e o Festieco reúnem atividades para pessoas de todas as idades. Além do circuito aventura – com tirolesa e parede de escalada – organizado pela Sky Radical, um robô construído pelo Instituto Repensar, em parceria com a empresa Lixo Digital, com materiais como mouses, restos de cabos, monitores e placas, também faz sucesso entre as crianças que passam pelo recinto.

Ontem, enquanto conversava com a reportagem, a técnica de enfermagem Rosimeire Pereira Dal Médico não desgrudava os olhos dos filhos Rafael Dal Médico, 6 anos, e Rebeca Dal Médico, 4 anos, e da sobrinha Laura Pereira, 3 anos. Os três, que não paravam um só minuto, ficaram maravilhados com o robô e até tiraram foto ao lado dele. “A gente está explicando sobre a natureza e a importância da preservação”, conta.

Contudo, a mãe revelou que a filha estava ansiosa para conhecer a exposição de cerca de 2 mil orquídeas, produzidas por dois orquidários profissionais do Brasil, que ocorre simultaneamente ao evento. “A Rebeca veio mais por causa das flores. Ela está até agora perguntando para mim onde estão as flores”, conta, antes de ser puxada pelos filhos, que queriam lhe mostrar uma “coisa super legal”.

 

Fonte: Jornal da Cidade