FESTIECO | FIMAB

Festival de Tecnologia e Inteligência Ecológica | Feira Integrada do Meio Ambiente / Bauru

Estande recebe descarte de lixo eletrônico


Um robô montado com mouses, restos de cabos, monitores e placas chama a atenção de quem passa pelos corredores do centro de exposições da segunda edição Feira Integrada do Meio Ambiente (Fimab) e do 1º Festival de Tecnologia e Inteligência Ecológica (Festieco).

E a intenção do Instituto Repensar, em parceria com a empresa Lixo Digital, é justamente esta: chamar a atenção para despertar nas pessoas a consciência ecológica com relação ao lixo digital.

O que fazer com aquele monitor de computador antigo, que está ocupando um grande espaço no fundo do quintal? A resposta é simples: destiná-lo à reciclagem.

“O monitor antigo pode ser transformado em uma caixinha de óculos e ganhar novo valor. É a manufatura reversa em prol do meio ambiente”, explica Reinaldo Serrano, representante da empresa, que tem seu trabalho baseado no recolhimento para reaproveitamento de materiais tecnológicos.

Reinaldo conta que 100 mil habitantes produzem, por semana, uma tonelada de lixo digital. Se você faz parte desta estatística, pode aproveitar para visitar o estande da Lixo Digital e Instituto Repensar, conhecer um pouco mais sobre o trabalho e, é claro, levar o descarte digital que tem em casa para somar forças neste projeto.

Para saber que tipo de material eletrônico pode ser reaproveitado, visite o site do Lixo Digital.

 

Fonte: Jornal da Cidade